Rótulo

Rótulo

Rótulo 

 

O rótulo é a identidade do alimento: nome, peso, valor nutricional e data de validade. Segundo a Anvisa, o rótulo é toda a  inscrição, legenda e imagem colocada sobre a embalagem. A denominação de venda do alimento indica a origem e característica do mesmo.
 
Em relação à lista de ingredientes é importante entender que eles devem ser  listados de acordo com a quantidade que está presente naquele produto e em ordem decrescente, ou seja, do que está em maior quantidade para o que está em menor quantidade. Os aditivos químicos também estão presentes nessa lista, ao final dela.
 
O prazo de validade deve estar sempre visível. Fique atento: após abertos,  alguns produtos costumam ter outro prazo de validade, que deve ser respeitado, caso contrário poderá acarretar prejuízos à saúde.
 
Contém glúten: esses dizeres são obrigatórios em todos os alimentos, caso possua alguma restrição, procure nos rótulos se o alimento apresenta ou não o glúten. Além do glúten, indicar a presença de fenilalanina e o corante tartrazina também é obrigatório.
 
Alimentos para dietas com restrições alimentares: procurar diet, light, isento de lactose, contém sacarose (açúcar), contém fenilalanina (aspartame).
 
Faça da leitura do rótulo um hábito no seu dia a dia, essas informações são importantes para à saúde.
 
Alguns ingredientes podem aparecer com diferentes nomenclaturas e causar confusão no entendimento do produto. Por exemplo, o açúcar pode aparecer nas seguintes denominações: sacarose, glicose, glucose, caramelo, melaço, xarope de glicose, xarope de milho, açúcar invertido, açúcar de confeiteiro.
 
Gordura trans: em alguns rótulos aparece zero trans, o valor indicado é na porção do produto, porém, nem sempre a quantidade colocada no rótulo representa a quantidade que o indivíduo vai consumir. Os fabricantes estão isentos, pela legislação, de declarar, no rótulo, quantidades de trans na porção quando essas forem  inferiores a 0,2 grama por porção a ser consumida. Note que o alimento não é totalmente isento, e que o consumo em quantidades maiores que as porções recomendadas, ou consumo de vários alimentos que contenham trans,  podem representar , no fim do dia, uma quantidade elevada dessa gordura.
 
Corantes: presentes em vários alimentos, são adicionados para tornar o alimento mais atrativo. Em algumas pessoas podem causar reações alérgicas fracas e até mesmo severas. Cuidado: iogurtes, chocolates, embutidos e até mesmo medicamentos possuem corantes.
 
Aditivos: segundo a FDA, existem mais de 3000 tipos de substâncias consideradas aditivos. O consumo elevado de alimentos industrializados e, consequentemente, o alto consumo de aditivos podem acarretar reações alérgicas em indivíduos sensíveis.  
 
Cristina Trovó 
 
 
 
 
UTI das Ideias - Soluções Corporativas em Web e Design