Sucralose

Sucralose

Sucralose - Consumo Indicado ou não? 
Uso de adoçantes é um tema bastante polêmico que vem gerando dúvidas, alguns artigos publicados defendem seu uso como coadjuvante na perda de peso, outros artigos relacionam o uso de adoçantes dietéticos com o aumento do peso e até relacionado a doenças como o cancêr.
O uso de adoçantes vem crescendo ao longo dos anos e passou a fazer parte da dieta com a evolução e a vida sedentária dos homens. Com o aumento do consumo de calorias e a pouca movimentação tornou-se necessário criar alternativas para auxiliar no controle da ingestão calórica e, por decorrência, controle de peso.
A sucralose ficou popular entre os consumidores de adoçantes por ser um derivado da própria cana-de-açúcar, porém não é um produto natural e não deve ser tratado como tal. Derivada da cana-de-açúcar, a sucralose é um adoçante sem calorias feito a partir do próprio açúcar (sacarose). É 600 vezes mais potente como adoçante do que o próprio açúcar.
Ultimo parecer técnico do Conselho Federal de Nutricionistas:
Malefícios - Apesar de informações circulantes de malefícios sobre a sucralose, não foram encontrados estudos cientificos (desenvolvidos com humanos e em quantidade representativa) que suportem as afirmações de que o consumo do edulcorante aumentaria a secreção de insulina, causaria alterações na tireóide e cancêr.
Ingestão diária aceitável - é de 0-15mg/kg de peso corporal - última avaliação em 1990, segundo o resumo das avaliações realizadas pelo Comitê Misto Food and Agriculture Organization of the United Nations / World Health Organization (FAO/WHO) de peritos em aditivos alimentares. O órgão que regulamenta a alimentação e os medicamentos nos Estados Unidos, o Food and Drug Administration (FDA) recomenda que o consumo diário de adoçantes dietéticos seja de 4 a 6 pacotinhos de 1g quando em pó, e de 9 a 10 gotas para os líquidos, 
Considerações finais:
.Uma vida equilibrada onde a alimentação e a prática de exercício prevalecem, auxiliam na manutenção de peso e controle de doenças evitando assim o uso de adoçantes;
.Pessoas com diabetes, resistência insulínica ou outras doenças que fazem uso de adoçante devem sempre consultar um médico ou nutricionista antes de iniciar o uso de adoçantes dietéticos, para determinar a quantidade e qual tipo mais indicado para a necessidade;
.Procure saber a origem dos artigos publicados nas midias, muitas informações tendem a confundir o leitor. A maioria desses  estudos não são validos.


Ariela Issa

UTI das Ideias - Soluções Corporativas em Web e Design