Alimentação no Inverno

Alimentação no Inverno

No inverno, devido às baixas temperaturas, as necessidades energéticas do organismo aumentam, em função da maior produção de calor para manter a temperatura corporal normal. Em virtude desse processo fisiológico, as pessoas tendem a comer mais e a procurar por alimentos mais calóricos, é importante, portanto, prevenir os exageros. Os cuidados com o corpo, os exercícios, os hábitos alimentares saudáveis conquistados, toda essa dedicação, não pode ser perdida no inverno. Chocolates, fondues, queijos e vinhos são tentações inevitáveis nesta época do ano.  Somando essas delícias àquela preguiça típica dos dias de frio, o resultado é evidente: aumento de peso e esforço dobrado para voltar à forma. 

 
Bom senso e moderação não devem ser esquecidos. 
Seguem abaixo algumas dicas:
  - Se as saladas não agradam, troque por verduras refogadas, no vapor ou na forma de suflê.
  - Embora nesse período do ano o suor não seja evidente, a perda de líquidos ocorre, portanto é necessário hidratar-se. Além da água mineral, podem ser ingeridas bebidas quentes como chá de ervas, café e sopas de verduras. Evitar os chocolates quentes, as sopas creme e os mingaus que contêm muitas calorias.
   - O inverno é o momento ideal para usar as sopas preparadas com vegetais e grãos. Sopas de legumes com grãos é uma excelente opção de jantar para as noites frias, podendo ser acompanhadas de torradas, queijo branco light e carnes magras. Podem ser acrescentadas a essas sopas, fibras solúveis como o farelo de trigo ou de aveia, aumentando assim o valor nutritivo e o poder de saciedade das mesmas. Além disso, o uso das fibras é benéfico para o funcionamento intestinal e contribui na redução das taxas de colesterol. É preciso ficar atento à quantidade de óleo usado no preparo,  evite as sopas preparadas com creme de leite, são mais calóricas. No caso de consumir fondue ou chocolate quente, dê preferência aos light, preparados com leite desnatado, queijo light ou cacau.
   - O consumo aumentado de bebidas alcoólicas, nos dias frios, pode ser prejudicial, pois elas são fontes de calorias.
CARNES DE PORCO: procure substituí-las por carnes mais magras (como peixes ou frango sem pele), preparadas na panela de pressão ou grelhadas.
QUEIJOS: dê preferência aos brancos e light, mas não exagere na quantidade.
FRUTAS: Use as frutas típicas desta temporada: morango, tangerina, laranja e maracujá. Elas podem ser consumidas diariamente, são boas fontes de vitaminas, principalmente vitamina C, que fortalece o sistema imunológico, aumentando a resistência a gripes e resfriados. 
DOCES : Neste momento sentir  vontade de doce é normal, uma boa dica para saciar essa vontade é usar banana ou maçã assadas  com canela  e cacau .
FEIJOADA: na hora da feijoada escolha as carnes mais magras como lombo e carne seca, consuma sempre a couve e a laranja para completar o fornecimento de nutrientes e a sensação de saciedade. 
 
Portanto, é preciso manter uma alimentação equilibrada e restringir as tentações, inclusive nos finais de semana, sempre mantendo a atenção para as quantidades. A atividade física também não pode ser esquecida. Seguindo essas dicas, certamente o ponteiro da balança não mudará de lugar. 
Se você deseja emagrecer, aproveite que o corpo gasta mais calorias no inverno.
Sucesso!!!
 
Cristina Trovo
nutricionista
 
UTI das Ideias - Soluções Corporativas em Web e Design